sexta-feira, 7 de abril de 2017

3 724 - Patrulhamentos mistos no Uíge, mais incidentes em Luanda!

Forças Militares Mistas de Carmona, na parada do BC12 e a prepararem-se
para mas um patrulhamento urbano na cidade uíjana e nas principais
vias de acesso - para o Songo, para o Negage e para o Quitexe

Alferes milicianos dos Cavaleiros do Norte em frente à
messe do Quitexe: Pedrosa de Oliveira, Jaime Ribeiro,
António Cruz, António Garcia e José Leonel Hermida

O dia 7 de Abril de 1975, pelas bandas da uíjana cidade de Carmona, foi tempo para mais patrulhamentos das Forças Militares Mistas. Assim se procurava manter a segurança de pessoas e bens.
Os Cavaleiros do Norte, sem medos ou quaisquer recuos, embora com «muito sacrifício» da sua limitada guarnição, pretendiam, assim e como convinha e interessava à estabilidade e segurança da comunidade civil, «não limitar a sua acção aos centros urbanos»
Pausa «civil» na jornada angolana da 3ª. CCAV. 8423: o
furriel miliciano José Fernando carvalho no Quitexe
Os militares eram, de resto, frequentemente reclamada para escoltar viagens civis, nomeadamente para transporte de bens e reabastecimentos, para escoamento de mercadorias e deslocações a fazendas mais remotas.

Novos incidentes
em Luanda

A segunda-feira desse dia de há 42 anos foi tempo para, em Luanda, se saber que, na véspera «registaram-se novos incidentes, embora pouco numerosos». De tal modo que, por lá laureando o queijo nos seus primeiros dias de férias, dois Cavaleiros do Norte da CCS - os furriéis milicianos Cruz e Viegas - por nada deram. Isto, muito embora o ambiente fosse «ainda de tensão o ambiente na capital»
Outra notícia tinha a ver com a demissão do ministro Lopo do Nascimento, representante do MPLA no Colégio Presidencial e noticiada no sábado anterior pelo jornal «O Comércio», de Luanda. Não se confirma(va).

Atirador Fernandes,
23 anos no Quitexe

O dia 7 de Abril de 1975 foi de festa para o Cavaleiro do Norte Santos, da 3ª. CCAV. 8423, a da Fazenda Santa Isabel mas ao tempo já no Quitexe: comemorou 23 anos.
Carlos Alberto Jesus dos Santos foi soldado atirador de Cavalaria, natural e ao tempo residente em Fernão Ferro, freguesia e concelho do Seixal - onde re-
gressou a 11 de Setembro de 1975, no final da (sua e nossa) comissão em Angola. Actualmente, reside no Laranjeiro, em Almada, para onde enviamos o nosso abraço de parabéns, neste dia em que comemora 65 primaveras!

Sem comentários:

Enviar um comentário