quarta-feira, 23 de abril de 2014

2 008 - Últimos dias do Lobito e suspensão das eleições



Vista aérea da baía do Lobito, em 1974 (em cima, foto da net). 
Viegas em férias, com o porto da cidade ao fundo, em Abril de 1975

A 23 de Abril de 1975, eu e o Cruz andávamos no gandaio turístico por Lobito e Benguela, e Catumbela, onde ele tinha família e eu o amigo Zé Ferreira.
Por lá andámos alguns dias, espraiando-nos nas areias brancas da restinga ou nas esplanadas bem refrescadas de apetitosas sombras e saborosas bebidas e demos, até, uma saltada à SBELL (Sociedade de Bebidas Espirituosas do Lobito, Limitada), produtora local  de wiskyies e outras bebidas da família. Visita bem vivida e melhor regada!!!
A restinga e as douradas areias das praias, eram aperitivo que tornava insaciável o nosso olhar sobre os corpos de ébano, esguios, desnudados, apetitosos, que as serpenteavam e nos «fugiam» da mão, do olhar e do querer de cio das nossas jovens idades. Belos dias, os do Lobito!!! Belas mariscadas nos sítios que o Zé Ferreira nos descobriu, excelentes gastronomias saboreadas em restaurantes de fama, ou mesas da família do Cruz.
A pressa, há 39 anos, era já, porém, a de chegar a Luanda, onde queríamos estar no dia 25 de Abril, o dias das primeiras eleições depois da revolução - as da Assembleia Constituinte.
Por Luanda, o que se anunciava era a compra de dois Boeing 730-200, para a TAAG, que seriam entregues em Janeiro ou Fevereiro de 1976. E um contrato com a mesma Boeing, de 17,3 milhões de dólares, para melhorar o controlo do tráfego aéreo nos 10 aeroportos de Angola.
Pior, bem pior, era a possibilidade, lançada por Agostinho Neto, de serem canceladas as eleições marcadas para Outubro, antes da independência. O presidente do MPLA falava em Dar-es-Salam (na Tanzânia) e lembrava que ainda não estava aprovado o projecto de lei eleitoral, apresentado pelo seu movimento/partido que, sobre isso, exigia «promulgação do Governo de Transição».
Neto, na capital tanzaniana, falou também dos últimos incidentes. 

“Em vez de nos alvejarmos uns aos outros, em vez de usarmos a violência, poderíamos discutir os nossos problemas”, disse Agostinho Neto, oferecendo-se para participar numa reunião com os presidentes Holden Roberto (FNLA) e Jonas Savimbi (UNITA). Há 39 anos!
- TAAG. Transportes Aéreos de Angola.

1 comentário: